quinta-feira, 18 de julho de 2013

De A a E


Ao seu amor mais sincero
Alguém me pediu um verso
Amor daqueles de um bolero
Ainda que não seja confesso.

Brindo com este momento
Bem como noutros tantos
Busco através deste poema
Bendizer outros encontros.

Com uma palavra chamo a atenção
Com uma frase desperto emoção
Com uma estrofe posso ter rimas
Com mais de uma talvez não.

De uma boca ganho um sorriso
De um riso recebo o carinho
Do carinho vem a certeza
De que não estás sozinho.

E se um abraço vier completar
Estes versos com sentido
Em conjunto, beijo e abraço
Enaltece o poema concedido.


Nenhum comentário:

Postar um comentário